domingo, 23 de outubro de 2011













Hamlet Sincrético, dirigido por Jessé Oliveira, é uma criação coletiva inspirada no clássico de William Shakespeare com o Caixa-Preta que se tornou um Cult do teatro gaúcho - reelabora o clássico a partir de uma estética negra, em que os elementos culturais afro-brasileiros servem de metáfora para contar a história.
Entre as premiações que recebeu está o de melhor espetáculo estrangeiro pela Associação dos Críticos Teatrais do Uruguai
Dirigida por Jessé Oliveira, Hamlet Sincrético é uma montagem de espaço alternativo, realizado em um amplo pavilhão, no pátio e corredores do Hospital Psiquiátrico São Pedro, em Porto Alegre, onde as cenas acontecem simultaneamente atendendo às exigências da encenação.
Hamlet Sincrético é uma montagem que transita pelo sincretismo cultural e religioso, especialmente nos cultos afro-brasileiros, no catolicismo popular e no pentecostalismo como elementos de negação da identidade, que permeiam toda a trama. Na montagem, respeita-se a ordem das cenas, mas não se reproduz os diálogos. A linguagem verbal obedece à prosódia proposta pela natureza de cada personagem.
Os personagens são encarnações de tipos ou personagens da mitologia cultural negra, em especial as religiões afro-brasileiras: Hamlet, por ser aquele que busca a justiça, estará associado ao orixá Xangô; o Fantasma Hamlet, o pai assassinado, é Oxalá; Gertrudes é uma espécie de eterna rainha do carnaval e Polônio é um ex-babalorixá que se converteu e virou um pastor evangélico, que nega sua cultura, enquanto que Cláudio é Zé Pelintra por seu caráter amoral.















Direção, iluminação e ambientação cênica: Jessé Oliveira Elenco: Adriana Rodrigues, Eder Santos, Flávio Oyá Tundê, Glau Barros, Juliano Barros, Kdoo Guerreiro, Leandro Daitx, Marcelo de Paula, Diego Neimar, Silvio Ramão, Silvia Duarte, Wagner Santos Direção musical: Luiz André da Silva Figurinos: Adriana Rodrigues, Gil Collares Assessoria em religião: Baba Diba de Yemonjá Iluminação: Miguel Tamarajó, Camila de Moraes, Jessé Oliveira produção e divulgação: Silvia Abreu

Nenhum comentário:

Postar um comentário